Modernidade, Ética e Profissionalismo ao seu alcance

No Laboratório Analisa, você encontra o que há de mais moderno em tecnologia de Análises Clínicas.

Notícias › A redução de 10% nos níveis de colesterol em um indivíduo de 40 anos pode, em cinco anos, diminuir o risco de infarto em 50%

Turbine a fruteira

As verduras e frutas de cores variadas são alimentos ricos em antioxidantes, substâncias que previnem a formação de placas nos vasos sanguíneos. "A cenoura, o tomate, a laranja, a uva roxa e as frutas vermelhas são ingredientes que não podem faltar no prato de quem se preocupa com a saúde do coração", garante a nutricionista Patrícia. O ideal é que tanto os vegetais quanto as frutas sejam consumidos diariamente, os primeiros nas duas refeições principais e as frutas no café da manhã e nos lanches.

Aumente o feijão, diminua a batata

O consumo de leguminosas, como o feijão, diminui o risco de problemas de pressão, reduz o colesterol total e o LDL, o chamado colesterol ruim. O grão é rico em fibras, em aminoácidos essenciais que não são sintetizados pelo organismo humano e em substâncias antioxidantes, que contribuem para melhorar a absorção de minerais e eletrólitos imprescindíveis para o controle da pressão arterial. O feijão pode ser consumido diariamente no almoço e no jantar. Uma concha do alimento em cada refeição é suficiente para trazer os benefícios apontados. A batata, por outro lado, é rica em carboidratos que apresentam alto índice glicêmico e, por isso, ao ser digerida, aumenta significativamente os níveis de insulina no organismo. "A alimentação rica em carboidratos, com o passar do tempo, pode levar o indivíduo a desenvolver resistência à insulina, diabetes e até mesmo obesidade", explica Patrícia. Com tudo isso, o risco de o coração falhar aumenta muito.

Petisque a seu favor

Na hora do happy hour, não é preciso se sacrificar e tirar tudo o que gosta do cardápio. Mas também não dá para exagerar. Assim, antes de sair para uma comemoração desse tipo, a dica é fazer uma boa refeição. Daí, fica mais fácil se controlar com os petiscos e as bebidas. Outro truque que funciona é alternar o consumo de bebidas alcoólicas com as não alcoólicas. E, mesmo assim, dê preferência ao vinho que, de acordo com a nutricionista Paula Fernandes Castilho, é rico em resveratrol, substância benéfica para o coração. "Para quem não bebe, vale substituir o refrigerante por um suco natural", aconselha Alessandra Almeida, nutricionista da clínica Andrea Santa Rosa. No mais, evite frituras e embutidos e aposte em combinações que levam mozarela de búfala, peito de peru e em torradas com patês de berinjela e abobrinha, que são mais saudáveis.

Mexa-se cada vez mais

Quem leva uma vida sedentária tem uma condição física pior e, consequentemente, o desempenho do coração de quem não pratica esportes também não é aquelas coisas. A falta de exercícios ainda contribui para a elevação da pressão arterial e para o acúmulo de gordura subcutânea, favorecendo a obesidade, o surgimento do diabetes, o aumento do colesterol e dos triglicerídeos no sangue. Para se prevenir, vale caminhar, correr, pedalar e nadar. As atividades aeróbicas são as responsáveis por aumentar a resistência e a capacidade cardiovascular. Para começar, passeie mais com o cachorro ou deixe o carro na garagem quando for fazer percursos curtos. Com o tempo, vá tornando esses passeios mais longos e frequentes. "O ideal mesmo é se exercitar cinco vezes por semana, por 60 minutos", indica o cardiologista Márcio Kalil.

Dê preferência aos produtos integrais

Eles são fontes de fibras, que ajudam a diminuir a absorção de gordura e de colesterol no sangue. "O que acontece é que o colesterol e a bile se ligam às fibras, que são transportadas para fora do corpo por meio das fezes", explica a nutricionista da PB Consultoria. Além disso, esses alimentos saciam e facilitam o controle do peso. A simples troca do cereal refinado pelo integral nas principais refeições do dia é o suficiente para turbinar a saúde do coração. Assim, prefira o pão integral ao branco, o arroz e o macarrão integrais aos convencionais. Por fim, vale incluir o farelo de aveia e os flocos de quinoa nos lanches, com frutas ou iogurte. "Os alimentos integrais são saborosos e, além de tudo, possuem mais vitaminas e minerais que os refinados. O aporte de zinco, magnésio e vitamina E é significativamente maior nos integrais", afirma a especialista Andrea Santa Rosa Garcia.

Parceiros

CSV - Central Sorológica de Vitória
Laboratório Alvaro
Laboratório Hermes Pardini
Desenvolvidor por: cassianodesigner.com